Medo, por Thiago Styles

pp.jpg
Novo Geekr da Equipe

Olá, pessoal! Me chamo Thiago Styles (Thiago Oliveira, na verdade, mas adotei o “Styles” há algum tempo e pegou) e fui convidado por Gabriel a escrever para o seu blog. Tenho 21 anos e, como é de se esperar, curto filmes, livros e séries. No entanto, creio que não escreverei sobre isso, mas sim sobre sentimentos ou reflexões sobre determinado tema que me dê inspiração para escrever sobre. Sou um pouco depressivo (risos) então esperem muito drama. Enfim, vamos ao que interessa, certo? Ok.

Medo

Nós não entendemos muitas coisas e isso nos deixa com medo do que está por vir. Talvez o medo seja o motivo de as vezes não nos permitirmos se entregar ao que o momento nos proporciona, ou seja ele o que nos impede de seguir adiante por temer o desconhecido.

download (5)
Mas o que nos leva a ter medo? Uma sombra debaixo da cama? Atitudes incompreensíveis de uma pessoa? Ou somente a nossa própria consciência?
É algo complexo para se ter uma resposta concreta, mas sabemos que se não conseguimos ultrapassar os limites desse medo, podemos ficar parados onde estamos e fim. E convenhamos que isso seria uma bosta.

nao-viva-com-medo.jpg
Deve estar se perguntando onde quero chegar com esse diálogo todo sobre o medo.
No amor. Por que, depois de uma decepção amorosa nós não nos entregamos facilmente a outra pessoa? Por que é tão difícil?
Simples: medo.
Quando amamos – mas amor de verdade – entregamos o sentimento mais puro que temos a alguém, mesmo que não tenhamos total conhecimento sobre essa pessoa. E é aí que está o problema: a entrega. Tudo que você tem, tudo o que é, está ligado ao amor e, a partir do momento que alguém destrói isso – um presente que você embrulhou com tanto carinho e o entregou – você fecha as portas e o medo cria um vínculo com o amor.

11600
Confesso que, sabendo como é, não é fácil lidar e separá-los um do outro. Mesmo que alguém novo chegue e que saibamos que vale a pena se entregar, não o fazemos, pois a ferida está cicatrizando e não queremos interromper o processo, afinal, sabemos o quanto doeu.
Esse medo de se entregar e acabar sendo quebrado de novo nos faz perder oportunidades de finalmente podermos juntar os cacos. E é muito complicado e ninguém pode te julgar por querer permanecer sozinho, pois doeu demais.

mulher-com-medo-1024x786.jpg
A gente sabe que tudo acontece no tempo certo, não é? E o medo não é para sempre. Então, quando menos se espera, ele pode ceder e você terá a chance de tentar de novo. Claro que correrá o mesmo risco da vez anterior, só que você cresceu. Aprendeu consigo mesmo que, apesar de a dor quase insuportável, de o medo ser duro e paralisante, dali a algum tempo, você vai tentar uma terceira vez. E talvez uma quarta, quinta… até que chegue à pessoa que irá pegar seu medo e dosa-lo. A pessoa que vai te completar de uma forma tão insana, que o medo de tornará de ambos, divido em doses pequenas e superáveis.

– T.S

Espero que tenham gostado
Bjzz

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Max Gabriel disse:

    Adorei ❤❤❤❤❤❤❤

    Curtir

    1. Thiago Styles disse:

      Feliz por ter gostado 💕
      T.S.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s